sexta-feira, 23 de maio de 2008

Porque os Animais vivem menos tempo que nós

Sou médica veterinária e fui chamada para examinar o cão de raça "Wolfhound" irlandês Belker. Os donos, Ron, Lisa e o filho de ambos Shane, de 4 anos, adoravam Belker e todos esperavam por um milagre. Belker tinha um cancro em fase terminal. Disse à família que já não havia nada a fazer e sugeri adormecê-lo lá em casa. Enquanto combinávamos o dia e a hora, Ron e Lisa disseram que achavam que o pequeno Shane deveria estar presente. Eles pensaram que ele poderia aprender alguma coisa com esta experiência. No dia seguinte fui até à casa da família, e apercebi-me do ambiente carregado, quando se juntaram todos. Shane estava extremamente calmo quando passou as mãozitas uma última vez pelo pêlo do velho Belker, e eu perguntei a mim mesma se ele sabia o que se estava a passar. Em poucos segundos o Belker tinha adormecido tranquilamente para sempre. O pequeno Shane parecia ter aceite a partida do seu amigo sem grande preocupação. Ainda ficámos a conversar algum tempo e perguntámos, porque é que os animais morriam sempre primeiro que as pessoas? Shane, que até então tinha estado a ouvir atentamente a nossa conversa disse: "Eu sei porquê." Ficámos surpreendidos. O que ele disse a seguir surpreendeu-me ainda mais. Nunca tinha ouvido uma explicação tão sensata. Ele disse," Nós nascemos, para aprender a praticar e levar uma vida de bem. Devemos respeitar e amar o próximo, certo? Então, os animais já sabem fazer isso, por isso não precisam viver tanto tempo como nós."
Sue Beasley

Traduzi esta história a partir de um texto que li no site http://www.tierschutzzentrum-eilenburg.de/ , associação que acolhe animais abandonados e doentes, em Eilenburg, Alemanha.

2 comentários:

Fã de Bolo do Caco disse...

Saber alemão é um luxo :)

Sérgio Pontes disse...

Olá Guida,

É surpreendente como a explicação mais "lógica" é sempre a mais simples.

Beijinhos,
Bom fim-de-semana